Skip navigation

Category Archives: Design

Esse é o fio condutor de PARIS – Roteiros de Estilo, é o fio condutor da consultoria que apresentei a convite da Livraria Cultura do Rio Fashion Mall,  dia 22/11 `as 19.30 hs.

IMG_8127

Uma viagem pela Cidade Luz em talk show na Livraria Cultura.

Nas temporadas em Paris, como pesquisador  nato – seja pela profissão ou perfil de personalidade – sou daqueles que mergulha no destino de viagem com ao menos 3 meses de antecendência.. emoção, curiosidade, nostalgia e improviso – abaixo uma prévia desta viagem de emoções com exclusividade para os leitores Life+Style!

ENDEREÇOS DE ESTILO

Dicas de endereços, bairros, transporte, hospedagem para facilitar a descoberta da cidade.

Hoje Paris é a mais populosa metróple da Europa com 12 milhões de habitantes. Pela localização geográfica, pela história de uma civilização requintada, por ter sido cenários de grandes revoluções político, sócio e econômias que direcionaram o rumo da sociedade do ocidente, Paris, desdo o século X, se tornou a cidade natal de movimentos culturais, do ensino e das artes na Europa.

A MODA

Qual o estilo da parisiense? Como entender seu DNA e pegar emprestado dicas de estilo valiosas?

Paris é uma cidade daquelas cidades que mesmo arraigada a tradições nobres, regidas pelo rigor de séculos, consegue se renovar com o ar de quem não tem a pretensão de ser moderno. Um ar de quem valoriza o arquétipo de passado romântico  sem ser piegas, berço de designers tão contemporâneos como Phillpe Starck ou estilistas tão atemporais quanto Coco Chanel. O estilo da parisiense é autoral sem querer ser autoritário, criativo sem querer ser enloquecido.

Paris exige o ajuste do olhar! Olhos atentos para os detalhes. É isso – detalhes !! – uma pequena palavra que define a grandeza e assinatura de estilo de um lugar e seus ilustres moradores. Como lembra Jean Jacques Sempé, um dos ilustradores mais notórios da França e criador de ‘O Pequeno Nicolau’, que aos 80 anos, não se cansa de registrar cenas de cotidiando de numa cidade com  DNA que se mistura no espaço e no tempo.

A CULTURA

Quais os destinos de cultura na cidade?

Todo o arquétipo emocional e retrô da cidade está impregando nos seus jardins, boulevards, vielas de pedestres, que quanto mais remotos e escondidos mais falam da autenticidade de uma cidade berço de gênios das artes e da cultura ocidental como Vincent Van Gogh, Picasso, DuChamps, Piaf, para citar apenas alguns…Mas nem só de gênios vive essa cidade que nasceu de uma ilha – a Ile de da Cité – a partir do assentamento de gauleses de oriegem celta, antes de ser ocupada pelos romanos.

O ENTRETENIMENTO

Quais os bares e pontos descolados – ou mais simples – para perceber a autêntica Paris dos parisienses?

Em minhas temporadas em Paris, nem a  Torre Eiffel nem Arco do Triunfo fazem mais parte de meu roteiro para experimentar a cidade. Não é preconceito. É simplesmente a constatação de que esses endereços, com filas de turistas massificados, dificulta minha percepção do quotidiando autêntico de quem vive na cidade. Mesmo eu mesmo um turista, troco a ída nesses monumentos ‘deja vu’ para admirar o por do sol comendo morangos, bebendo champagne na Pont des Artistes,  ou ainda tomando um dos melhores mojitos da cidade no happy hour do Saut du Loup, de frente pro  Jardin des Tuilleries – todas experiências mundanas que ajudam ‘incorporar’ o espírito parisiense de viver a vida com estilo!

O CONSUMO

De outlets a lojas conceitos, onde ficam os endereços comerciais secretos  na cidade?

Não é a toa Paris ainda é a cidade da moda.  Desde o século XIX, quando o estilista inglês Frederick Worth começou a criar, pela primeira vez, uma coleção sazonal para a Imperatriz Eugenie – a descolada mulher de Napoleão III – , a haute couture e os grandes estilistas devem passar por suas semanas de moda antes de se tornarem célebres. Até hoje é fácil saborear este clima de finesse retrô quando percorro os endereços de grifes internacionais e francesas na Fabourg St. Honoré na Rive Droite ou no Boulevard St. Germain de Pres na Rive Gauche.  A experiência nesses endereços decodifica algo do rigor estético do feito a mão, uma assinatura assinatura indissociável do puro estilo francês.

O ENCANTAMENTO

Onde Paris é mais pariesiense?

É este o exercício do olhar a que me proponho quando estou em Paris. A contingência para desacelerar o olhar e aumentam minha percepção e meu encantamento. Por isso não indico Paris para quem tem 3 dias de férias. Indico uma temporada – o tempo ideal para o reajuste do olhar, do espírito e claro, do corpo, aos efeitos da cidade! Desta forma, VIAJAR significa mais que  somente um verbo de movimento em direção a algum lugar. Significa a viver um imaginário que já existe, que está alí, para quem tiver paciência, curiosidade e paciência para experimentar além do óbvio.

A GASTRONOMIA

Do simples ao luxo, do tradiconal ao eclético, do minimalista ao barroco. O mix de contrastes é tudo, exceto óbvia.

De autênticos bistros aos modernos centros de culinária, onde está o saboroso paladar da cidade?

O OLHAR

Com grande prazer atendo o convite da Livraria Cultura para compartilhar o olhar único que desenvolvi sobre Paris e seus habitantes nos campos do estilo, da gastronomia, da cultura, do design e do entretenimento. Uma oportunidade única para compartilhar segredos de  uma Paris autêntica e emocionante, que descobri ao longo de anos de intimidade.

E quais as dicas de Paris customizadas para o SEU estilo?

Venha conferir !!

PARIS – Roteiros de Estilo  

por  Marcelo Novaes

Livraria da Cultura

Rio Fashion Mall

dia 22/11, `as 19.30 hs

______________________________________________

Advertisements

Por dois anos consecutivos, o Life+Style é um dos blogs convidados para o Encontro de Blogueiros feito pela organização do  evento de decoração MORAR MAIS POR MENOS 2012, o chic que cabe no bolso.

Este encontro deixa claro a vanguarda e ousadia de um evento que celebra e valoriza o trabalho de profissionais dedicados, capazes de  influenciar olhar estético e o comportamento do consumo.

Reunião de Blogueiros Morar Mais 2012.

Sustentabilidade, customização, tecnologia/inovação, brasilidade e a exibição dos preços dos produtos expostos, são conceitos que diferenciam o MM, cada dia mais presente em várias capitais do Brasil. Assim como nos lembra Lígia Schuback, idealizadora do evento, numa conversa regada a champagne e sorvete no pátio do evento, não estamos numa mostra e sim  num evento com a marca da sofisticação acessível.

E tenho que concordar…por todos os ambientes, o acessível fica por conta de competentes arquitetos criando soluções ‘por menos’, idéias inteligentes com materiais sustentáveis e inovadores. E a sofisticação, como em toda manifestação de design que vale a pena, está no cuidado com os detalhes – no acabamento bem feito, típico daquele que transforma artesanato em design.

Abaixo confira os destaques que tive vontade de levar para casa… como não pude, deixo aqui a inspiração para irem até lá e sentirem como eu,  a emoção de ver um estilo próprio de  MORAR MAIS.

BRASILIDADE

Teto forrado de palha e fachada com papel de parede imitando chita valorizam o conceito de sustentabilidade e brasilidade da mostra

Trazendo a natureza para dentro de caso no canto dos temperos.

CUSTOMIZAÇÃO

Paredes com texturas naturais aparentes é uma presença forte pelos ambientes da mostra. Além de práticos de fazer (você só tem de pintar  a parede com uma tinta clara), traz senso de autenticidade de lofts contemporâneos.

Dica fantástica de cabideiros e revisteiros na estrutura de metal aparente.

TECNOLOGIA e INOVAÇÃO

Parede original agrega estilo no contraponto da novidade da laca amarela aplicada nos armários de cozinha em amarelo cítrico (cor presente nas passarelas de moda para o verão 2013!).

No Espaço GNT, a mostra promove a consultoria em decoração através de workshops com soluções de decoração para o dia a dia.

SUSTENTABILIDADE

Utilização de resto de painéis de MDF é solução prática, barata e funcional para a cama que ainda oferece encosto para apoio de mesa de escritório é dos meus favoritos.

A utilização de luz acopladas a uma árvore seca traz a solução de poesia inusitada para o quarto do bebê

O balanço no meio do quarto é o aspecto lúdico sempre interessante para humanizar qualquer ambiente.

O evento apresenta 2057 peças em exposição para repaginar a sua casa. Aproveite que a  partir do próximo sábado, dia 3 de novembro – na última semana da mostra – 1645 produtos serão vendidos com descontos de 20% a 50%. Cadeiras, mesas, camas, sofas, tudo para você se inspirar a renovar os espaços da sua casa por preços – e estilo – mais que acessíveis.

MOSTRA MAIS POR MENOS website.

Local: Avenida Epitácio Pessoa, 4.866 – Lagoa
Horário de Funcionamento: terça a sábado: 12h as 22h, domingo: 12h as 21h
Ingressos: terça a sexta: R$20,00, sábados, somingos e feriados: R$30,00

Blogs Parceiros MORAR  MAIS

– Roberta Dannemberg – http://legalmenteesposa.blogspot.com)

              – Vivi Pontes (DCoraçao – http://www.dcoracao.com/)
– Rosana (Simples Decoração – http://www.simplesdecoracao.com.br/)
– Carol (Casa de nós 2 – http://casadenos2.blogspot.com.br/)

              – Vivi Visentin (Decorviva! – http://www.decorviva.com.br/)

              – Carol (Coisas de Carol – http://coisasdecarol.com/)
– Camila (Não Me Mande Flores – http://naomemandeflores.com/)
– Marcelo (Life + Style – http://www.lifeandstyle.com.br/)
– Alessandra (Cada casa é um caso – http://cadacasaeumcaso.blogspot.com.br/)
– Verônica (Um Brinco – http://umbrinco.com/blog/)
____________________________________________________________________________________

Numa época de consumo consciente, desejos focados em lifestyle e customização, profissionais de marketing, arquitetos, decoradores, retail designers, empreendedores, são desafiados a criar espaços de varejo como destinos que transcendem o ato tradicional da compra. Neste sentido, conceitos de varejo sofrem nova interpretação a cada dia.

Autenticidade serve de inspiração para reedição de mercados em grandes centros. Mercado na tranquila vila de Gap nos Alpes franceses.

MERCADOS PÚBLICOS

Seguindo conceitos de nostalgia e autenticidade de pequenas vilas, MERCADOS PÚBLICOS vem sofrendo upgrade estrutural em grandes centros urbanos.

Hoje, o Old Spitalfields Market é responsável pela revitalização do East London como uma das áreas mais descoladas de Londres..

O lay out criativo garante a experiência única do visual merchandising, favorecendo o convívio de variedade de clientes e produtos.

Gastronomia orgânica é uma das forças de atração dos grandes mercados.

Aproveitando amplos espaços, a variedade de setores – moda, antiguidades, gastronomia, design – resume uma série de setores paralelos, que coabitam os espaços de varejo.

Instalações ocupam o espaço público dos mercados, propondo interatividade dos visitantes.

Além de expositores em stands, a popularidade dos MERCADOS atraem projetos de lojas permanentes de marcas descoladas, revitalizando áreas urbanas antes consideradas marginais e desvalorizadas.

Sofisticada, a Loja Conceito da grife de calçados Dr. Marteens utiliza elementos reciclados na sua decoração anterior. Old Spitalfields Market, Londres.

No Brasil, o conceito de mercados também se renovam. O Mercadinho Chic, edições de mini-feiras em capitais brasileiras, valoriza critérios na seleção de novos designers para os eventos que realizam focando moda e design contemporâneo.

O Mercadinho Chic, oriundo do Mercado Mundo Mix, movimenta a cena do varejo descolado brasileiro, promovendo novos empreendedores e novas marcas nas cidades onde acontece.

LOJAS POP UP 

Lojas Pop Up  utilizam espaços urbanos inusitados, temporários, para a localização, o visual merchandising e a seleção de produtos originais, na representação da exclusividade de marca.

Loja Pop Up da marca japonesa Uniqlo, atualmente focada em expansão global da grife. Uniqlo, Londres.

Lojas Pop Up se caracterizam por soluções inovadoras de design e logística, favorecendo menor alocação de investimento de marcas nesses projetos temporários. Esta é a estratégia ideal para marcas trabalharem o design com elementos recicláveis e alternativos.

Loja Pop Up da Nike em um barco, promove produtos selecionados da Nike ao longo do rio Sena. Nike Store, Paris.

Além de baixo custo, Pop Up Stores promovem boas estratégias para as marcas: a promoção de estoques limitados, o teste de aceitação de novos lançamentos,  a viabilidade de uma loja permanente no local.

A Schutz, marca da Arezzo, usou o conceito de loja pop up temporária na sede da Oscar Freire, SP, e Garcia d'Ávila, no Rio. O sucesso da estratégia acabou transformando os projetos em lojas permanentes.

 

Aproveite para comentar, tirar dúvidas e conhecer mais sobre RETAIL DESIGN, escrevendo para contato@lifeandstyle.com.br

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A primeira vez que ouvi o termo RETAIL DESIGN foi num curso da UNIVERSITY OF ARTS LONDON. Este post é um resumo de CONCEITOS DE VAREJO, a partir de pesquisas e experiências no design de projetos no Brasil e no exterior.

Resultado direto da evolução histórica do varejo,  do desafio em unir posicionamento globalizado e estilo individual de consumidores, RETAIL DESIGN se apropria de conceitos multidisciplinares como marketing,  moda, arquitetura, arte, tecnologia, sustentabilidade, bem estar, para atrair clientes, trasnformando-os em seguidores fiéis das marcas em que escolhem consumir.

LOJAS FLAGSHIP 

Marcas com presença de mercado, focadas em processos de expansão, geralmente possuem uma loja FLAGSHIP onde reúnem identidade institucional, produtos exclusivos, merchandising conceitual, linguagem arquitetônica e staff especializado em consultores.

Capazes de sugerir a mais completa EXPERIÊNCIA de consumo, estas lojas FLAGSHIP reúnem características específicas:

Identidade Institucional. Lojas FLAGSHIP assumem o lugar de representantes dos conceitos básicos, de identidade e expansão global da marca.

Louis Vuitton, uma das grifes que mais investem (e ganham!) com o RETAIL DESIGN e lojas Flagship espalhadas pelo mundo. Flagship Louis Vuitton, Ginza, Tokyo.

Produtos exclusivos. A seleção cuidadosa de produtos que refletem conceitos de exclusividade sugere o status de possuir uma peça única e autêntica.

Linha exclusiva criada em 2003 por Takashi Murakami, designer japonês, trouxe destaque humor para produtos na Louis Vuitton.

No Brasil, marca Osklen é referência quando reflete os conceito de brasilidade cool chic nos pordutos da lojas FLAGSHIP no Rio e São Paulo.

Arquitetura unifica lay out e o espírito brazilian cool de produtos nas Flagships Osklen no Brasil e exterior. Flagship Ipanema, Rio de Janeiro.

Flagship OSKLEN. Soho, NY.

Identidade de Design. Elementos sensoriais unificam a linguagem de estilo da marca – elementos decorativos, mobiliário , música/aroma ambiente, dress code do staff – fortalecem os valores de marca.

COR, um dos elementos mais importantes utilizados no Retail Design, para definir a permanência e o interesse de clientes. Flagship Havaianas, Oscar Freire, São Paulo.

Visual Merchandising.  Funcionalidade, narrativa, ênfase na estética, interatividade com produtos, garantem a conquista e fidelização de clientes.

A Nike homenageia vida e carreira do campeão de tenis suiço Roger Federer na Flagship da marca em Londres. Tecnologia e visual merchandising em forma de narrativa envolvem o cliente. Nike Flagship, Regent Street, Londres.

Serviço Personalizado. Atendimento especializado, baseado em consultoria individualizada para cada estilo de cliente.

Numa época de popularidade virtual, o contato pessoal é um dos diferenciais das lojas para fidelizar de clientes.  Nike Flagship, Oscar Freire, São Paulo.

Consultoria X Atendimento. Treinamento de staff especializado transforma vendedores em consultores especialistas. Conhecimento como base para o relacionamento com o cliente.

Conhecimento e contato individual. Ponto chave no relaciomento entre marca e consumidor. Apple Flagship, Shanghai.

BOUTIQUES

O conceito de BOUTIQUE é constantemente reinventado desde o surgimento de lojas monomarcas nos anos 70.

No bairro histórico do Marais, grifes apostam na autenticidade da arquitetura local. NikeID Boutique,, Paris.

Hoje, Boutiques são referências de espaços menores com essência de estilo marcante, muitas vezes aproveitando o charme e a distinção da arquitetura local pré-existente.

O interior da loja combina modernindade e estilo retro.  NikeID Boutique, Marais, Paris.

Aproveitamento do espaço original associado a inovação de materiais aponta para soluções naturais de circulação e atração para clientes.

Contraste entre design natural ( pedras na foto) e industrial (aço nas luminárias), sugere o conceito relaxed minimalista da grife espanhola de calçados. Camper Boutique. Soho, NY.

Contrastes de novo e antigo, minimalismo e barroco, funcionalidade e arte, design industrial e natural, criam soluções práticas para a arquitetura e o merchadinsing da nova Boutique.

A Boutique Aquim utiliza o conceito de nichos de joalheria para guardar seus preciosos chocolates. Rua Garcia d’Ávila, Rio de Janeiro.

 

MULTI MARCAS

São grandes espaços que reúnem variadas marcas em um único local, em previlegiados endereços em metrópoles mundiais

Em 1893, é aberta a Gallerie Lafayette, a primeira multimarcas. Criada para atrair tráfego de passantes com a inauguração da estação de trem St. Lazaire nos arredores da Opera, ela é um dos destinos mais visitados da cidade. Boulevard Haussman, Paris

 

Planejadas em setores de moda, design, acessórios, beleza, perfumaria, artigos para casa, papelaria, MULTIMARCAS vendem espaços para grifes montarem seus stands e quiosques.

A tradicional Liberty foi tão marcante que se tornou um estilo na arte decorativa, caracterizado pelo design ornamentado da virada do século XIX.. Regent Street, Londres.

Para se diferenciar do efeito massificador de shopping centers, MULTIMARCAS investem em visual merchandising complexo, unindo sofisticação, funcionalidade, ousadia.

Grifes são distribuídas no lay out de lifestyle, suavizando a sensação de lojas de departamentos. Liberty, Londres.

Fachadas das grandes multimarcas servem para vitrines cenográficas, famosas pela ousadia e inovação de seus projetos de visual merchandising.

A SELFRIDGES, frequentemente convida designers para ‘vestir’ suas vitrines, apreciadas como verdadeiras instalações de arte pelo público. Londres.

Vitrine-instalação. Selfridges, Londres.

Aproveite para comentar, tirar dúvidas e conhecer mais sobre RETAIL DESIGN, escrevendo para contato@lifeandstyle.com.br

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Localizada numa área privilegiada de frente para o Cristo Redentor, no bairro nobre da Lagoa, o MORAR MAIS POR MENOS se diferencia por valorizar o ato de decorar como uma das mais gratificantes experiências do bem viver.

Ilustrações manuais e possibilidade de reaproveitamento de todo material aplicado na Fachada são características do projeto da arquiteta Mônica Machado.

O Life+Style conferiu as novidades do Morar Mais 2011 de uma forma diferente: na sua última semana. Conversando com expositores, conhecendo arquitetos e fornecedores, interagindo com visitantes, confirmei o balanço positivo do evento para todos os participantes deste evento que movimenta a cena do design na cidade do Rio de Janeiro.

A Pequena Cruzada é o palco para o Morar Mais 2011.

Seguindo os 5 conceitos que norteiam a Mostra,  o Life+Style selecionou projetos e idéias atemporais para inspirar VOCÊ a olhar com mais criatividade e economia na hora de enfeitar a sua casa.

O CHIQUE QUE CABE NO BOLSO

Idéias atuais, despretensiosamente chiques, com espírito vanguardista, são alguns dos desafios propostos pelos organizadores para os expositores do MM.

A utilização de paletes em diferentes níveis recebem os convidados na Bilheteria da Mostra. Arquitetos Arthur Falcão, Thiago Santos, João Ferraz Duayer.

Ser criativo não é mais suficiente. Nunca época em que funcionalidade deve estar seguida de estilo,  projetos vencedores são aqueles passíveis de simples excução por qualquer pessoa.

Madeira de demolição, painéis em MDF foram usados no projeto da Loja Mora Mais pelo arquiteto Pedro Kastrup.

Caminhando pelo evento, me lembro de um conceito forte em todo bom design de hoje: o HI-LO – a capacidade de associação harmônica de elementos do cotidiano, normalmente descartáveis, que graças `a criatividade e facilidade de execução, se tornam foco de um look de moda ou um ambiente de decoração.

A simples iluminação de um painel feito de papel laminado colado vira o centro de atenção na Loja da Casa, projeto dos arquitetos Renata Velloso e Felipe Caetano.

O retrô e o interesse de ambientes que contam histórias resgatam tempos passados. É o movimento de nostalgia, que preenche com vanguarda o estilo de morar.

Projeto Cozinha com História renova conceitos de conviver. Projeto dos arqutetos Marcelo Possidonio e Bianca Gatto.

Soluções criativas, além promover o consumo consciente (pela reutilização de recursos), reforçam o conceito de customizar ambientes com a história de seu morador.

Reunir pratos de jogos defeitos numa parede é uma solução para a customização de um ambiente cheio de história.

O verde, presença que não pode faltar na casa contemporânea, toma espaço numa horta de temperos na janela da cozinha.

Reutilizar leiteiras, pás de jardinagem reforça o estilo na hora de ser criativo.

Numa era de globalização, sentimos a necessidade de imprimir personalidade introduzindo marcando o lúdico, a fantasia, o reutilizável na decoração.

Os azulejos de plástico da DuoDesign é outra solução para trazer narrativa para o ambiente de cozinha.

BRASILIDADE

Utilizar elementos de elementos locais é valorizar a própria natureza que nos cerca, tão rica em nosso país. Buscar educar o olhar para utilizar elementos antes considerados ‘sem graça’ é um papel do design responsável nos dias de proteção do planeta. A riqueza de recursos naturais do Brasil, nada mais natural e sofisticado que lançar mão da flora, fauna, de maneira consciente, para sofisticar um ambiente.

Um jardim de bromélias, típicas da mata atlântica local, oferecem interesse no projeto de Paisagismo da Alameda Casashopping. Arquiteta Patrícia de Freitas Souza.

O feito em casa resgata e promove a valorização da cultura nacional.

Doces colocados em marmitas embrulhadas em panos de chita comprados em mercados populares

SUSTENTABILIDADE

A reutilização de móveis antigos, reciclados, são reaproveitados.

Na Loja Infantil, um espaço colorido e lúdico, ganha gavetas antigas pintadas de branco como nichos de parede. Projeto dos arquitetos Evelyn Steinberg Giovana Eirado e Francisco Palmeiro.

Criatividade imprime o conceito de individualidade de estilo a um ambiente, representando a marca de estilo de seu habitante.

Ainda na Loja Infantil, etiquetas douradas decoram as paredes enquanto uma velha escada coberta por tela de galinheiro vira uma estante funcional.

Rodas de velhas bicicletas são utilizadas como painéis de fotos.

A arte entra em cena para lembrar a linha tênue sobre o que é decoração e o que é arte.

Na última semana do evento, as peças que decoram a Mostra entram em liquidação favorecendo a venda dos produtos.

Preenchendo uma ficha de interesse de compra, fornecedores entram em contato com compradores para estabelecer os termos da negociação.

O preço da estante Tok Stok de R$ 3860,00, caiu para R$ 1930,00 na semana de liquidação.

Até 8 de outubro, a reserva de objetos da mostra havia batido R$ 6,6 milhões. É quase o dobro do volume de 2010. Foram 3277 pedidos. Participaram 425 empresas, 15% a mais do que no ano passado. Breton, Tok&Stok, Denifive lideravam a lista das marcas mais procuradas..

Universo do artista plástico Anderson Thives serve de inspiração para o Corredor da Arte, onde peças do artista estão a venda. Projeto de Pedro Kastrupp.

Estabelecer o acesso direto do visitante com fornecedores e arquitetos também é proposta diferenciada da Mostra. Quadros explicativos nos ambientes informam ao visitante a lista de objetos, contato de fornecedores e preços dos móveis e objetos. Tudo para facilitar a decoração da tão sonhada casa.

Espaço Bom Design da arquiteta Joana Hardy valoriza a loja dos produtos da Ong TEM QUEM QUEIRA, que trabalha com a mão de obra prisional no reaproveitamento de banners para criar bolsas, necessaires e utilitários.

TECNOLOGIA e INOVAÇÃO

“Aliar avanços da tecnologia evitando o disperdício e formas sustentáveis de viver é promover o respeito  com o planeta”.

Projeto de luminária feita com o descarte de teclado de computador. O mais legal é ser um projeto executado por uma aluna do curso de Design do Senac Rio.

“Criar espaços com a preocupação de tornar viável associar criatividade, funcionalidade de soluções de baixo custo, fáceis de serem reproduzidas por qualquer pessoa.”

Menor consumo de energia, maior durabilidade e menos calor ambiente são vantagens da utilização da iluminação de LED, presença forte em todo evento. Projeto da Loja Morar Mais de Pedro Kastrupp.

INCLUSÃO SOCIAL

Promover projetos que valorizem o trabalho sustentável de comunidades carentes é um dos objetivos do MM.

o Estudio Contemporâneo Brasil da aruqiteta Miriam Fittarone utiliza espaldar de cama feita de reaproveitamento de jornal, valorizando o trabalho do artista deficiente Irinaldo Silva.

Uma das maneiras eficazes de promover inclusão social é incentivar a EDUCAÇÃO. É exatamente isso o que ocorre nos workshops do espaço Senac para estudantes daquela insituição.

Couro sintético no sofá, madeira reciclada, funcionalidade são atributos pensados pela arquiteta Estela Pinheiro para o Espaço Senac Rio.

Um espaço mix de lounge e sala de conferência, estimula a capacitação de profissionais que em breve estarão contribuíndo com o cenário do design brasileiro. Aqui alunos do curso de Design no Senac Rio acompanharam o processo, da concepção até execução de projetos sob a orientação de profissional da área.

>>>>>

No Rio de Janeiro, durante 40 dias, empresas dos três setores da economia – indústria, serviços e comércio – além de fornecedores arquitetos, designers –  movimentaram o cenário do design, da decoração, da inovação.

Depois das 3 horas de visita, me despedi de Ligia Schuback, sócia diretora do Morar Mais, que me confirma algo que eu já desconfiava:

“Seja pela chance de conhecer maneiras para enfeitar a casa de forma criativa e econômica para o visitante,  ou pela oportunidade dos negócios gerados para prestadores de serviços, empresas, industrias, associações – conseguimos o grande objetivo:  de que todos saiam ganhando com o MORAR MAIS POR MENOS”.

O entusiasmo dessa afirmação e a inspiração que levo da visita reforçam a expectativa de ver o Morar Mais ainda mais especial em 2012.

Lanternas compradas em mercados populares iluminam com sofisticação a Varanda da Paisagsita, projeto da arquiteta Ana Iath.

Se você estiver por Curitiba entre os dias 06 de outubro a 15 de novembro, vale conferir as novidades  da edição do Morar Mais naquela cidade.

Aproveite e ainda compartilhe o que mais gostou aqui no Life+Style!

_______________________________________________________________________________________

O Life+Style foi um dos Blogs convidados no 1o. Encontro de Blogueiros promovido pela organização da mostra Morar Mais no Rio de Janeiro.

A iniciativa de Ligia Schuback, idealizadora do Morar Mais, sinaliza a personalidade visionária desta empreendora, que hoje inspira com criatividade e inovação o setor do design de interiores brasileiro, com a presença do evento em 9 capitais brasileiras.

O encontro foi uma oportunidade de intereção entre aqueles que se dedicam a esse veículo de comunicação virtual. Além da troca de experiências, esta foi a chance para mesclar o entusiasmo em construir relações no mundo ‘virtual’ com a emoção da experiência ‘real’.

A reunião de Blogueiros fará parte do calendário oficial do evento para o ano que vem!

Abaixo confira os blogs parceiros que estiveram presentes no 1o. Encontro de Blogs no Morar Mais 2011.

Mundo de Moo –Idéias criativas ocasiões especiais. Sim, porque afinal todo dia é especial…

Simples Decoração– Decoração e Design

Um Brinco – Decoração e Organização

Chez Julia – Decoração Criativa

Oh Hapoy Days – Casamentos

Casa de Dona Santa – Decoração Criativa

Le Parti – Decoração e Eventos

Lembrando que em seu último fim de semana, nos dias 08 e 09 de outubro, a estrela do Morar Mais fica por conta da liquidação dos mais de dois mil produto expostos no evento. É a oportunidade imperdível do visitante arrematar móveis, luminárias, tapetes, eletrodomésticos, por até 50% de desconto!

Morar Mais por Menos

Avenida Epitácio Pessoa, 4866 – Lagoa

Das 12 `as 21 hrs

AZUIS ESVERDEADOS

Na direção do simples é melhor’ , dentro do espectro de verdes aguados em cerâmicas ao brilho azulado de oceanos distantes, a paleta de cores combina tranquilidade e frescor de espírito.

>>>>>>>>>>>>>>>>>

CONTORNOS  FORMAIS

Mesmo com continuidade de volume para sofás, a verdadeira tendência são móveis cujo CONTORNOS refinados traduzem leveza.

‘Thin Black Table’ do designer Nendo para Cappellini – cubos que flutuam no espaço.

A paleta monocromática entre branco, preto e cinza sugere a barreira tênue entre sonho e realidade.

Poltrona ‘FILDEFER’ de Alessandra Baldereschi para Skistch.

>>>>>>>>>

VEGETAÇÃO

O verde estava e continuirá em voga. Plantas são uma maneira para traduzir o FRESCOR desta cor na decoração. Seja uma palmeira que traz vida a um canto da sala ou vasos de condimentos arejando ambientes, a natureza chega suavizando estruturas de cimento.

BAMBU – resistente e versátil, é uma das apostas de designers no mundo todo.

>>>>>>>>>>>>

BRILHO CÍTRICO

Contraponto para os azuis-oliva, o amarelo e laranja cítricos são benvindos como pontos focais para acender ambiente monocromáticos. Os acessórios nessas paletas trazem energia e personalidade.

Convite `a customização no jogo de encaixe lúdico do sofá ‘ENTAILLES’ de Phillppe Nigro para Ligne Rosset.

>>>>>>>>>>>

LUXO RÚSTICO

A tendência de reutilizar materiais deixa o experimentalismo e entra de vez no campo da elegância rústica.

James Plumb abusa de criatividade na utilização de malas antigas para criar gaveteiros em estilo vintage.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

MODÉSTIA DE MATERIAIS 

Após anos de excesso, materialismo, industrialização,  é a vez de materiais com técnicas de produção  menos tóxicas para o planeta. O charme descompromissado do papelão, papel, cortiça, feltro, além de mais suavidade para o olhar, responde com estilo a exigência de maior custo benefício para nossos bolsos.

Romantismo exala da luminária ‘RHODODENDRON’.  Feita de flores de papel texturizado, está a venda na Anthropology.

>>>>>>>>>>>>>

COBRE E BRONZE

Combinando metais com a era de austeridade estética, fica claro o afastamento de texturas polidas e brilhosas. Nesse sentido, são as texturas foscas – de ‘neturalidade pobre’ encontrados no cobre e no bronze – que melhor respondem as necessidades de durabilidade e versatilidade minimalista que buscamos nos espaços de convívio.

Rusticidade do cobre

>>>>>>>>>

ACONCHEGO

Revestimentos acolchoados sinalizam a reafirmação do conforto como atributo marcante do design contemporâneo. A novidade de novas técnicas na costura de revestimentos favorece o frescor de silhuetas para sofas, camas, cadeiras.

Sofá ‘RUCHÉ’ de Inga Sempé para Ligne Rosset.

>>>>>>>>>>>>>>>>>

ARTE DA ILUMINAÇÃO

Resultado do avanço tecnológico de lâmpadas fluorescentes, LED e halógenas, a iluminação traz cada vez mais destaque artístico para a decoração de interiores.

Candelabro revisitado – luminária ‘RHIZOME’ de Matali Crasset para marca espanhola Arturo Alvarez.

Luminárias transcendem a função de iluminar e passam a atuar como esculturas.

Pendentes, de chão ou mesmo em nichos de paredes, o efeito da iluminação nunca esteve tão espetacular. A sugestão de fantasia e sonho está por todos os lados.

Luminárias tem o papel de acessórios de estilo na decoração minimalista.

>>>>>>>>>>>>

O OLHAR JAPONÊS

Recentemente o Japão foi o foco de atenção e tristeza devido `a catástrofe o atingiu. Mais uma vez, a serenidade japonesa para encarar a realidade é responsável pela superação, renascimento e criatividade é uma lição para o mundo.

Luminária ‘MAKI’ para Foscarini, inspirada no rolo de sushi. Nendo Design.

A forma com que admiramos o design japonês no ocidente tem muito da renovada apreciação pelo humilde e functional valorizados hoje.

O design da terra do sol nascente que inspira pureza e simplicidade. É representado pelo conceito estético de SU, que significa plano e sem adornos.

Cadeira ‘MARIMEKKO’ – Forma e estampa trazem natureza para o interior. Designer Toshiyuki Kita.

A paixão incondicional pela natureza, na referência de seixos, gotas de água, gêlo, nuvens traduzem a elegância sem esforço desse design particular.

Técnica em acrílico granulado cria a sensação de ‘madeira trasnparente’. Nendo Design.

Fonte: ELLE Decor

___________________________________________________________________________________________

Tendências no Design de Interiores são indicadores poderosos de manifestações estéticas.

Mais perenes que movimentos cíclicos da moda, tendências no design de interiores sinalizam a evolução de comportamentos. A revita ELLE Decoration, especialmente a edição inglesa, é uma leitura obrigatória.

A edição de setembro é um número imperdível - traz o TREND REPORT 2011/2012.

A chegada da era de Aquarius coloca o fim a era de Peixes – período dominado pela ordem hierárquica, regulamentos estritos e de governantes poderosos. Aquarius por sua vez, marca o início de um ciclo com foco na igualdade, no potencial individual, na responsabilidade pessoal.

Tão vivas quanto as reminiscências que o musical Hair pode inspirar, percebemos a influência da nova era no comportamento no lifestyle, nas perspectivas e sonhos da humanidade. Desde estruturas familiares, oriundas de unidades tradicionais, até carreiras convencionais, conceitos variados vem sendo revistos.

Decisiões antes baseadas em regras impostas pela sociedade, hoje refletem a autenticidade de objetivos individuais.

Como resultado, seja em campos que vão da economia `a moda, assistimos a trasnformação de experts ou gurus.  Pessoas nascidas em determinado lugar ou situação sócio-econômica,  eram para sempre ligadas `aquelas circuntâncias. Somente indivíduos excepcionais rompiam barreiras.

Nos últimos 200 anos, no entanto, a humanidade se tornou extremamente móvel – intelectualmente, geograficamente, economicamente, socialmente. Esse fenômeno infelizmente, ainda varia dramaticamente: muitos continuam a viver em sofrimento, com pouca chance de mudanças. Ainda assim, testemunhamos aqueles capazes de tomar as rédias de suas vidas se erguerem em favor de outros que não tem a mesma sorte.

A cada ano, sentimos a liberdade para ignorar o que está in’ – o que agrada as massas – para escolher o que se deseja. Para muitos esta é a mais desafiadora das tendências da nova década. Mesmo inspiradora e estimulante, a liberdade de escolha traz a responsabilidade de análise, o domínio do conhecimento, sem os quais é fácil reinar a ignorância e a confusão.

PENSAMENTO INDEPENDENTE – Com o fortalecimento individual, a discussão sobre o que constitue BEM-ESTAR é inevitável. Isso vai influenciar vários tipos de situações, como a troca de CONHECIMENTO – desde reuniões em casas de amigos até debates interativos na rede. Onde antes a presença de experts teria sido essencial, hoje eles são quase dispensáveis (ou indesejáveis). A força da Internet comprova que mais importante do que gurus, é o fenômeno dos experts  ‘self-created’. Novas idéias em design, lifestyle, arte, gastronomia vão revolucionar o pensamento. Da interação virtual surgirá as novas idéias sobre maneiras de viver, de se relacionar, para realinhar novos valores da humanidade com os rumos do planeta.

RUPTURA – O estilo está quebrando barreiras de lugares e classes. ‘Sempre foi feito daquele jeito’ não vai ser mais justificativa para manter coisas como elas são. Ou nos ajustamos `as mudanças com rapidez, ou ficamos para trás.

O DESIGN DE INTERIORES indica através da produção industrial e artesanal, as direções da estética para o futuro próximo.

Se tivéssemos que resumir hoje tendências em design em quatro palavras, elas seriam: natural, simples, artesanal e autêntica.  Desde a presença de vegetação em interiores, ao sombreado esverdeado de azulejos, até o conforto de revestimentos acolchoados, caminhamos numa direção de frescor de espírito saudável na estética do design contemporâneo.

___________________________________________________________________________________________


Com a sabedoria que o tempo presenteia, aproveitei o mês de aniversário do LIFE+ STYLE para desacelerar, validar escolhas, assumir conquistas.  A lucidez do auto-conhecimento como inspiração na vontade de ir além.

O frescor do mar numa manhã de inverno pode ser o melhor presente para a alma.

Mais significativo que erros ou acertos, o que vale mesmo é a consciência para viver ao máximo cada momento. Fruto dos anos 60, influenciado pelos extremos dos anos 80, reavalio uma trajetória de sucesso em unir vida e profissão. A busca de um ‘olhar’ próprio e individual, incomum, é vista como o grande requisito para o empreendedorismo contemporâneo. Foi sob a sensibilidade de um olhar indivual, apurado, que aproveito o reconhecimento da habilidade para formar outros no design de experiências estéticas.

ESTÉTICA

Nesta viagem, com o apuro estético sempre esteve. Menos preocupado com o BELO convencional, uma filosofia própria alinhou crenças e pensamento que desafiaram regras e padrões. Sempre foi muito mais a HARMONIA entre cenas, objetos, situações simples e quotidianas – daquilo que está muitas vezes no vazio, no assimétrico, no contraste  –  o que efetivamente reluziu no filme da minha percepção.

Cenas da natureza traduz em formas, cores, texturas senso estético e emocional.

Com a maturidade, fica evidente a sensibilidade como atributo marcante na formação de uma personalidade estética.

Como pesquisador inveterado, o registro de imagens em fotografia ou a redação de um blog são veículos de expressão encontrados para imprimir entusiasmo, paixão e um estilo de quem não diferencia profissão de vivências pessoais.

DESIGN

Além de experiências, celebro a atuação de consultor de estilo, reconhecido pela expertise em traduzir, conceitos e soluções que o Design sugere.

A arquitetura noturna o MAC em Niterói é um convite a experiência carregada de design.


Atuando nos setores interdisciplinares da moda, da decoração, do marketing, do varejo, promovo parceiros, mais do que aprendizes, a identificar o lado nem sempre óbvio nas entrelinhas do inesperado.

TECNOLOGIA

Se o professional de DESIGN é aquele que vive de identificar e comunicar DETALHES, ele tem em seu perfil características tão sedutoras quanto a tecnologia que nos cerca.

A dualidade emocional e técnica – a fantasia emocional dos aspéctos sensoriais equilibrados pela realidade física de aspéctos técnicos (físicos) – é uma contribuição da tecnologia para o design de experiências.

A consciência de uma Elastic Mind, tema de uma exposição sobre DESIGN no MOMA em NY, sugere atributos que consolidam o perfil conceitual, filosófico e prático de quem vive para trasncender os limites da experiência.

Iluminação de LED traz a energia a espaços vazios e sem vida.

EXPERIÊNCIA

O design de experiências influencia hoje os mais diversos setores da criatividade e comportamento humanos.

Seja na moda, na decoração, na gastronomia, na comunicação, no marketing de varejo, vivemos hoje cercados pelo design de experiências.

No exterior, cursos como o Design Experience, que frequentei na Central St. Martins de Londres, ajuda a traçar o perfil deste novo profissional de manifestações estéticas e sensoriais.

No Brasil, o Life+Style promove a discussão nos campos do  Design de Experiências.

A discussão prática de conceitos nas variadas experiências estéticas –  moda, decoração, gastronomia,  viagens, marketing promove a diferença.

>     Curiosidade – interesse no pensamento intertidisciplicar em conhecer e adotar o novo.

 >    Conhecimento – identificar, filtrar e transformar informação em aplicação (conhecimento)

>     Criatividade – pensamento associativo na comunicação de idéias

>      Tolerância – crença na diversidade como alternativa para o desconhecido

>      Styling – identificação de estilos nas mais diferentes manifestações do design:  moda, arquitetura, tecnologia, natureza.

>     Percpção Estética  – capacidade para identificar e comunicar harmonia e benefícios em diferentes manifestações emocionais como arte, filosofia, marketing e consumo.

>     Capacidade Narrativa – traduzir complexidade formal em simplicidade verbal

>      Coragem –  materializar crenças que rompem com o esperado

>      Paciência – identificar os limites impostos pelo tempo

>      Otimismo – acreditar na capacitação individual para a valorização coletiva. A crença no PROCESSO mais do que no motivo dos eventos, é a melhor dica para exercício da PERCEPÇÃO  por trás de manifestações, tão simples quanto um pôr do sol.

Desde sempre, o hábito de frequentar feiras e exposições desenvolve o hábito associativo da percepção e a formação de profissionais ou interessados em estética e no design de experiências.

Desde sua criação, o Blog Life+Style seleciona e aponta eventos que se destacam pela critiavidade, inovação, capazes de sintetizar tendências que transformam informação em conhecimento aplicado.

Respondendo o desejo crescente por informação e orientação de um nicho de mercado, que cada vez enxerga a CASA como um ambiente para refletir personalidade, prazer, auto-gratificação, além de conforto funcional foi criado em 2004  a “MORAR MAIS POR MENOS”, um das maiores mostras de decoração em sistema de franquias do país.

Seu objetivo era ainda perpetuar o sonho da casa decorada a preços acessíveis, levando o evento se firmar dentro do mercado de design de interiores nacional.

Em um país onde a estabilidade econômica da última década favoreceu o surgimento de novos mercados, 5 conceitos principais traçaram  o diferencial da mostra.

SUSTENTABILIDADE

Desde 2007 a mostra desafia participantes a criar alternativas de melhor aproveitamento de recursos naturais, ecologicamente corretos. A partir de 2009, o conceito se cristalizou pelo ingresso da mostra no Green Building Council, organização que promove a construção sustentável.

BRASILIDADE

Priorizar hábitos da cultura nacional inseriu o grau de criatividade e inovação da mostra. Combinar mobiliários assinados com painéis feitos com madeira pinus – utilizadas em caixotes de feira – é apenas um exemplo da harmonia entre sofisticação e ousadia dos projetos apresentados ao público.

INCLUSÃO SOCIAL

Desde 2008, os designers participantes devem incluir produtos desenvolvidos por ONGs e cooperativas em seus projetos, difundindo o trabalho  de artesãos e trabalhadores informais. Essa manobra além de desafiar a criatividade, estimula a cadeia produtiva de pequenos fornecedores com a exposição de sua produção.

TECNOLOGIA & INOVAÇÃO

A promoção de novas cadeias produtivas cria oportunidade de troca e a perpetuação de tecnologias usadas no sistema produtivo. Dessa forma,  o Morar Mais aposta em tudo aquilo que ainda não existe.

VENDA

Além de estética, é notável a preocupação da mostra em promover a relação econômica equilibrada entre fornecedor e cliente. A transparência de preços de cada peça exposta e a indicação do contato de fornecedores,  favorece o sucesso da relação comercial da mostra. Novos profissionais, além de serem terem sua criatividade estimulada,  encaram a participação no evento como uma vitrine para revelar seu talento no mercado.

O evento ainda propoe um centro de entretenimento, oferecendo restaurantes, café, lojas.

Incentivar a formação e a interatividade com o visitante é tão importante, que a mostra oferece um espaço para palestras e workshops com profissionais e consultores das areas do design, arquitetura e decoração.

Pioneirismo sempre foi um dos quesitos principais do evento. Além de inovar na liquidação e venda dos produtos expostos,  a mostra ainda foi líder ao promover visitas guiadas em audio.

——————————————————————————————————————————————–

“MORAR MAIS POR MENOS”  – Salvador

Se dentro em breve você estiver na Bahia, poderá conferir as novidades de mais uma edição da “Morar Mais por Menos” em Salvador.

A exposição será inaugurada dia 6 de julho, com abertura para visitação até 19 de agosto no Solar dos Carvalhos, mansão do século XIX, localizada no bairro da Graça. O patrimônio histórico, tombado pelo IPHAN,  abrangerá 1200 ms. de área, com a exposição de 50 ambientes assinados por arquitetos, decoradores, paisagistas e designers de interiores.

LOCAL: Av. Princesa Leopoldina, 2 – Graça

Ao lado da igreja N. Sra. Da Graça

INGRESSO:

2a. a 6a. : R$ 25,00

Finais de semana e feriados: R$ 30,00

* As fotos deste post foram retiradas do vídeo produzido pela Premiata Design  para o Morar Mais por menos.

___________________________________________________________________________________________