Skip navigation

Hoje, o investimento de empresas em  LOJAS CONCEITO é a prova irrefutável de que existe um mercado em busca de novos motivos para consumir.

'The New Boutique' por Neil Bingham. Versão inglesa. Livro aborda projetos de lojas conceito em Londres, Milão, New York, Paris, Tokyo.

Mistério, surpresa, sensibilidade são algumas das motivações para a criação de uma Loja Conceito.  Moda, Arte, Decoração, Música, Arquitetura, Design, Gastronomia, Tecnologia, são alguns dos setores, que associados, seduzem o consumidor a procura por emoção, cumplicidade, exclusividade em suas relações de compra.

Sensações vividas somadas a um discurso de atendimento focado na consultoria personalizada, suplantam a tradicional abordagem com foco na razão e argumentos técnicos para a decisão de uma compra. Mesmo os estilos mais racionais de consumidores, exigem hoje diferenciação, emoção e experiência na hora de consumir. Por outro lado, essa mesma exigência por autenticidade, gera a necessidade de profissionais de vendas que respondam de forma EMOCIONAL `as exigências desse novo perfil de consumo. Equipes bem treinadas com foco no conhecimento e na experiência individual é a estratégia de sucesso para preparar  consultores multidisciplinares, em design e diferenciação.

A partir da experiência como consultor  e  executor de projetos de lojas que promovem experiências de sucesso, relaciono abaixo características valorizadas pelo PERFIL DE CONSUMO deste universo, exigente e gratificante. Na inexistência de bibliografia consistente em português sobre a matéria, aproveito este post para sugerir obras valiosas, garimpadas em cursos e viagens pelo mundo.

IDENTIDADE

Mesmo inserido numa sociedade global, o consumidor contemporâneo deseja ser identificado como único.

Muitas vezes, ainda que busquem informações técnicas, o consumidor procura o valor agregado nos bens que consome. Moda, arte, decoração, design são setores que refinam sensações  e características emocionais ausentes em produtos de massa. A busca por identidade e produtos associados a estilo individual trazem graça e senso de gratificação `a vida do consumidor contemporâneo.

CUSTOMIZAÇÃO

Cada dia mais consumidores desejam conhecer e participar do processo criativo de produtos e serviços. A sensação de participar e acesso ao backstage criativo geram impatia e impulso de compra. Empresas treinam consultores hábeis para vestir a alma e o discurso do artista criador.

O PODER DO BENEFÍCIO

Hoje, numa época onde acesso `a informação e Internet estão ao alçance de todos,  consumidores buscam relacionar-se com consultores, especialistas capazes ajudá-lo a escolher o melhor para si. Não admitem o empurra do tipo “essa blusa é a sua cara!” ou o silêncio da falta de entusiasmo. Precisam de um “artista das palavras”, alguém que saiba lhe explicar sobre os BENEFÍCIOS que aquela peça terá para sua vida e porquê.

Antes da ‘era da informática’, informação era poder. Hoje, na época pós-moderna que valoriza o DOMÍNIO da informação, CONHECIMENTO  é o poder!

O status antes adquirido pelo acumulo de bens, hoje é associado `a consciência de COMO aquele bem pode melhorar a vida do indivíduo. Numa época onde cresce a atenção sobre desperdício de recursos naturais, o consumo consciente  cresce de valor.

' Designers' Compact Shops in Japan ' por Toshiaki Maeda. Versão inglesa. Projetos visionários, com destaque para soluções criativas de pequenos espaços no varejo conceitual.

CONHECIMENTO X  INFORMAÇÃO

Oferecer CONHECIMENTO como update intelectual é uma estratégia eficaz usada por empresas de ponta para fidelizar clientes. Workshops que ensinam como o cliente tira o melhor proveito de produtos, não só traz o cliente de volta, como serve de reeducação sobre o uso e mesmo  a compra de novos produtos. Lojas conceito atestam que determinada empresa não somente vista como um ponto de venda mas reconhecida como uma referência que respeita seu cliente como se ele fosse único.

CONSULTOR  X  VENDEDOR

O consultor é um especialista generalista. Como? Ao mesmo tempo que domina a especificidade de seu metier, é curioso por um amplo espectro de informações que possam ser usadas para atender cada tipo de cliente. Assim, o verdadeiro talento do consultor passa do acumulo de informação para  perpetuação de conhecimento aplicado. Assim, O CONSULTOR é um especialista generalista!

EMOTIONAL COACHING

Treinar vendedores em consultores exige método, tempo e dedicação de ambos os lados. Tanto de quem ensina (para um acompanhamento personalizado desta evolução) como de quem aprende (de compreender a seriedade e determinação em transformar o conhecimento adquirido em resultados práticos).

A tranformação de um profissional de vendas em consultor é tão árduo quanto gratificante, pois uma vez apreendido não é mais esquecido. Capacitar consultores é oferecer a capacidade de especilaistas cultivarem, com seus próprios meios e consciência, seu desenvolvimento profissional e pessoal, por toda a vida.

ATRIBUTOS EMOCIONAIS

Com a padronização de produtos e serviços, o design chega nos anos 90 para gerar uma revolução no consumo. A era da diferença por estilo de vida, exige consultores que entendam, pesquisem e estudem o lifestyle de seus clientes. Só assim serão capazes de entedender e responder a suas novas carências, em sua maioria, emocionais.

Desenvolver um olhar questionador para perceber a mensagem por trás de detalhes, será a diferença para profissionais de sucesso. Pois o óbvio, o padronizado, o cliente já conhece. Será seduzido pela capacidade de interpretar sensações e comunicar emoções dos consultores que o entende. Este será o ponto chave de treinamentos, workshops que desenvolvam a  sensibilidade e percepção, estética e emocional .

'When Space meets Art/ When Art meets Space' por Index Books. Versão inglesa. Obra que ilustra projetos de exposições, focados no design de experiências. Inspiração na arte que renova espaços.

INTERATIVIDADE

O ato de consumir se transforma cada vez mais em um desafio de marcas para seduzir clientes a descobrir benefícios. Uma estratégia, usada em museus por exemplo,  é propor estímulos que promovam a INTERATIVIDADE, a PARTICIPAÇÃO do usuário no processo de descoberta.

AMBIENTES SENSORIAIS

Clientes permanecem, compram e voltam a lojas onde frequentemente se sentam convidados a refletir sobre o mundo físico que o redeia. EXPERIMENTAR SENSAÇÕES através de estímulos SENSORIAIS  transmitem surpresa, mistério e intimidade. Convidam ao prazer, `a interatividade. O interesse sensorial transmitidos por arrajos florais, cor  e textura de mobiliário, som ambiente, são alguns dos fatores de interferência na vontade da compra em lojas conceito.

Música, flores, espelhos, aroma convidam a investigação do ambiente físico. Estimulam confiança,  cumplicidade  e desejo de compra.

Quanto mais simples os estímulos sensoriais, mais fáceis são compreendidos, e mais fundo tocarão a alma.

'Visual Merchandising' por Tony Morgan. Versão inglesa. Livro de abordagem técnica e prática de Visual Merchandising, através da análise de 'cases' reais..

A EXPERIÊNCIA DA COMPRA

A percepção sensorial agradável aliada ao discurso com base em consultoria de estilo individual fazem com que o ato de compra seja um ato decorrente de uma experiência emocional.  Em um mundo globalizado, a lingua de sensações transcede cor, credo, sexo, nacionalidade, idade… ela seduz o indivíduo pela percepção de sensações básicas e simples, que humanizam produtos, serviços, ambientes.

ATRIBUTOS TÉCNICOS

Mesmo com a valorização cada vez mais necessária de atributos emocionais em consultorias de vendas, atributos técnicos não podem ser esquecidos. Afinal, todo  “achievement” de estilo e criação inovadores somente são alcançados com um desenvolvimento técnico altamente qualificado e especializado. Estilo de vanguarda consistente não existe sem back up técnico que o garanta. Somente quem domina com o rigor de técnicas tradicionais é que podem se dar ao luxo de ousar na criação (Chanel criava o avesso de chapéus em seu início, Armani começou num pequeno atelier costurando ternos masculinos …)

GARANTIA / PÓS-VENDA / PREÇO

Um atendimento de loja conceito só pode dar certo se existir o back up de consistência por de trás de  tanto processo criativo inovador . Não adianta toda a magia do ambiente, vanguarda de criação, se o cliente é mal atendido numa situação de pós-venda. Este serviço, impecável,  é característica básica para uma experiência memorável de consumo.

Lojas conceito, além de  promover uma marca já sólida, atendem um público diferenciado, que muitas vezes não são mais seduzidos por um atendimento padrão, de massa.

Um dos objetivos primordiais de lojas conceito é convidar o cliente a SENTIR, a EXPERIMENTAR. VENDER  torna-se  portanto consequência deste processo. Em lojas onde a COMUNICAÇÃO da EXPERIÊNCIA é o foco, a questão de preço ou desconto tornam-se menos percebidos, já que o valor agregado fica por conta da relação de valor e confiança establecidos. Daí, mais uma vez, a importância de treinamento de equipes eficazes.

SOFISTICAÇÃO HUMANIZADA

A sofisticação de ambientes com foco no varejo conceitual, equilibrada pelo approach amigável, interativo  de atendimentos personalizados, atraem toda sorte de clientes: surpreendendo os antigos, fidelizando os novos e reconquistando os inativos.

Estilo de morar, surpreender e pensar de grandes designers da atualidade. Criadores como Karim Rashid, Alberto Alessi, os Irmãos Campana respondem perguntas como "O que é bom gosto?" ou "Qual sua definição para design?". Reflexões sobre processo criativo e diversidade filosófica do design contemporâneo.

QUAL O FUTURO DO DESIGN DE LOJAS CONCEITO?

Numa época de tantos avanços, definir o futuro de Lojas Conceito não é tarefa fácil. O certo é que além de entusiasmo, inovação e formação, projetos de  lojas Conceito são desafios constantes, que demandam acima de tudo otimismo, sensibilidade e coragem.

 

A evolução histórica da sociedade reflete o surgimento de novos perfis de consumo. A própria necessidade natural de projetos de Lojas Conceito é fruto deste processo sem volta, para o continuo crescimento de marcas.

A percepção de diferentes interesses, a conquista de novos mercados e a renovação de caminhos são pontos para o sucesso de projetos visionários e aparentemente impossíveis.

__________________________________________________________________________________________________________

Advertisements

One Comment

  1. Que aula hein? Parabéns! Transforma esse post em uma workshop!!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: